Eolas

Rituais para a Lua

A Lua, como o Sol, é um dos luminares, uma vez que ilumina a Terra. No entanto, a Lua não tem luz própria, ela reflete a luz solar. Ela é o único satélite da Terra e o corpo celeste que está mais mais próximo do nosso planeta.

A cada 27 dias, aproximadamente, a Lua dá uma volta ao redor da Terra, voltando à mesma posição relativa no céu: este é o mês sideral. Mas as quatro fases da Lua são uma ocorrência que não depende só do mês sideral, pois há o movimento da Terra ao redor do Sol que amplia o tempo que Lua, Terra e Sol voltam à mesma posição relativa. Em virtude desses movimentos conjuntos, o mês sinótico ou lunação é de cerca de 29 dias.

Na Astrologia, a Lua representa a parte da personalidade mais subjetiva e que reage mais prontamente às influências exteriores. Ela dá inspiração, imaginação, sensibilidade, intuição e visões. Mas ela pode também ser responsável por instabilidade emocional, caprichos, medos, sensibilidade excessiva, devaneios e fantasias.

 

Em todas as culturas a Lua é uma entidade feminina, estando associada a deusas cuja ligação com os aspectos femininos são exaltados. Ela aparece como deusa da maternidade, do amor e da prosperidade.

O QUE É UM RITUAL

Um ritual é uma celebração que nos permite sintonizar com uma determinada energia. Há rituais em todas as crenças religiosas e eles sempre representam um acontecimento simbólico, no qual uma série de procedimentos são repetidos.

   Quando falamos em ritual lunar, entendemos que esta é uma celebração fora de um contexto religioso. A idéia é criar sintonia com a força lunar, receber dela uma boa energia e pedir que facilite algo que precisamos obter.

   Para realizar corretamente um ritual, temos que movimentar a energia, com alguns procedimentos adequados. Há muito o que selecionar para se fazer um bom ritual, é essa seleção que vai criar a diferença entre um ritual fraco e um ritual poderoso.

   Não imagine que um ritual que está fora das suas crenças religiosas é errado ou perigoso. Pode ser assim ou não, depende de você. A sua intenção é que vai determinar acerto ou erro. Siga estas regras:

* não faça um ritual para interferir no livre arbítrio de alguém.

* não faça um ritual para obter o que não é justo.

* não faça por vingança, raiva, ciúme ou outras más motivações.

* não faça ritual por outras pessoas.

* não venda um ritual.

COMO MONTAR UM RITUAL

Há muitos detalhes a dar atenção antes de fazer um ritual. É necessário selecionar dia, hora, lugar, objetos e outros elementos que vão compor o ritual. Siga todas as etapas se quiser fazer um bom ritual.

 

PREPARAÇÃO PESSOAL:

No dia do ritual lunar, procure ter uma alimentação leve e não passar por muitas tensões, para estar bem na hora do ritual. Meia hora antes, tome um banho. A Lua pede perfume de boa qualidade, mais doce e floral.

Coloque roupas claras e soltas, para a energia do corpo não ficar retida em roupas apertadas. As cores mais tradicionais da Lua são o branco, o azul e o prata. Essas cores servem tanto para roupas exteriores quanto íntimas.

A Lua pede adornos, pois ela é feminina. Prefira bijuterias prateadas ou joias de prata, as pérolas também são elementos lunares de adorno.

LUGAR:

O ritual pode ser dentro ou fora de casa, depende das condições climáticas e da disponibilidade. Você pode fazer numa sala ou até mesmo no quarto. Num jardim, sobre o gramado ou na areia praia são lugares interessantes. A Lua está ligada à água doce também, na beira de um rio ou de um lago é perfeito.

A principal condição do lugar é que haja uma certa paz, silêncio e privacidade. Não é preciso solidão e silêncio total, mas ter calma para fazer o ritual e receber as energias.

Prefira uma posição na qual possa ver a Lua, se o céu não estiver encoberto, pois ela estará presente com mais força. Isso não quer dizer que dias nos quais a Lua não é visível não são bons.

DIA:

Há dias especiais para rituais, que seguem a influência mais forte emanada pela Lua. Cada fase lunar serve para um tipo de ritual. A posição da Lua num determinado signo também é uma influência a ser considerada. E não podemos esquecer dos eclipses, que são momentos de muita energia lunar.

Quando for escolher o dia, busque a data que atende aos seus objetivos, vendo qual fase e signo é bom para alcançar aquilo que deseja.

No entanto, é possível fazer um ritual num dia em que se vê a Lua no céu e ela inspira o desejo de fazer sintonia, sem nenhum objetivo definido. Geralmente os rituais ocasionais, sem muita meta, são bastante fortes.

HORA:

As horas noturnas são os momentos mais tradicionais para um ritual lunar. São nas horas em que a Lua transita pelo céu que os rituais lunares são mais fortes.

Há rituais lunares que acontecem durante o dia, em momentos nos quais a Lua passa por alguma alteração significativa.

O ALTAR:

Quando montamos um ritual, há um lugar reservado para a colocação dos objetos e alimentos que vamos usar durante a celebração. Este lugar é chamado Altar da Lua. Há muitas maneiras de arrumar um altar, mas ele é geralmente definido por uma superfície diferente daquela que é a base.

Por exemplo, se vou fazer o ritual sobre uma mesa, o altar é o espaço que eu cubro com uma pequena toalha de tecido ou papel. Sobre um gramado ou areia da praia, posso colocar uma pedra, azulejos ou uma toalha. Um bandeja é um altar interessante.

OBJETOS E ALIMENTOS:

No ritual colocamos no altar alguns objetos que atraem a força lunar. Vamos mencionar alguns, mas não precisa ter todos, dois ou três são suficientes.

– candelabros de prata ou cristal

– taças de prata ou cristal (uma taça é obrigatório)

– espelho

– velas brancas, prata ou azuis

– imagens da Lua

– recipiente com água pura

– incenso

– aromatizador

– flores brancas

Os alimentos têm uma função agradável durante o ritual, pois comemos e bebemos em seguida aos procedimentos, ainda com o altar montado. Não precisa ter todos! As bebidas e alimentos da Lua são:

– grãos brancos, como canjica

– mel

– pão, bolacha e bolo brancos

– gelatina leitosa

– suspiro

– arroz branco ou arroz doce

– chocolate branco

– macarrão com molho branco

– peixe (para quem aceita carne)

– frutas

– vinho ou champanhe

– água mineral bem pura, com ou sem gás

– suco de frutas

– leite

INVOCAÇÃO:

Embora não seja obrigatório, escolhemos uma deusa lunar para presidir o ritual, pois ela será a ponte para a ativação energética. O momento máximo do ritual é quando invocamos essa deusa, que representará a Lua.

A escolha da deusa a ser invocada atende ao tipo de energia que queremos movimentar. Cada deusa é mais hábil numa ativação vibracional, há deusas para cura, amor, dinheiro.

Leia a relação das deusas antes de fazer o ritual, para selecionar aquela com a qual mais tem afinidade. Você escolhe a deusa a invocar pelo objetivo ou pela atração.

A invocação é feita com suas palavras, mas pode ser usada a que damos a seguir, para quem sente que não consegue se expressar naturalmente.

INVOCAÇÃO PARA UMA DEUSA LUNAR:

“Senhora da Luz de Prata, neste momento invoco sua presença em meu ritual. Venha Deusa da Lua, na forma de ………….. (diga o nome da deusa escolhida). Que seu poder possa me dar …….. (diga o que precisa), que sua luz me ilumine e dê força.”

Repita três vezes o nome da deusa escolhida e depois respire profundamente, para absorver a energia movimentada.

O OBJETIVO:

Como vimos, o objetivo é muito importante quando fazemos um ritual. Faça um ritual com a meta desejada em mente e coloque seu objetivo com clareza para a Lua.

No entanto, se não não tem uma meta ao realizar o ritual, coloque algo mais abrangente, como paz, felicidade, harmonia.

O ritual deve ter um momento reservado para orações, pois elas são uma excelente maneira de fazer as energias se movimentarem.

O MÊS LUNAR E AS FASES DA LUA

Dividimos o mês lunar em duas metades: a metade em que a Lua cresce e a metade em que ela diminui. É o que chamamos de quinzena expansiva e quinzena restritiva.

Tudo o que queremos iniciar ou fazer crescer é estimulado por um ritual realizado na quinzena expansiva. Isto é, do dia da Lua Nova até o dia da Lua Cheia.

Tudo o que queremos terminar ou fazer diminuir é estimulado por um ritual realizado na quinzena expansiva. Isto é, do dia da Lua Cheia até o dia da Lua Nova.

Sempre observe o horário em que a Lua entra nas fases para poder trabalhar corretamente seu ritual.

Mas quando observamos a fase da Lua é que temos mais condições de fazer um ritual com acerto. Vamos analisar as fases da Lua.

FASES DA LUA:

LUA CHEIA: um ritual da Lua Cheia é feito nos 7 dias depois da data da Lua Cheia no calendário. Serve para alcançar mais consciência, obter iluminação e entendimento, para mudar de casa ou endereço comercial, para trazer mais apoio, para ativar os relacionamentos sociais, para fazer comunicações e propaganda, para ter energia, para festas, para mudar hábitos negativos.

LUA MINGUANTE: um ritual para a Lua Minguante é feito nos 7 dias depois da data da Lua Minguante no calendário. É adequado para fazer a conclusão de tudo que já foi iniciado, fazer planos e encontrar soluções, para aliviar o peso das responsabilidades, para resolver assuntos do passado, para melhorar a saúde, para fazer cirurgia, para concluir obras ou outros trabalhos.

LUA NOVA: o ritual da Lua Nova é feito nos 7 dias depois da data da Lua Nova no calendário. Serve para tudo que queremos ativar e fazer crescer, como negócios, estudo e amor. Na Lua Nova há estímulo para organizar, decidir, cooperar, associar, aprender, pesquisar. É uma lunação importante, cuja influência é positiva e agrega energias de qualidade limpa.

LUA CRESCENTE: um ritual para a Lua Crescente é feito nos 7 dias depois da data da Lua Crescente no calendário. Ele é adequada para os inícios, tudo que se começa nesta fase é muito expandido, aumenta com facilidade. É uma Lua que estimula, esclarece, ajuda a libertar e aprimora, pois sua energia é de ampliação.

A LUA E OS SIGNOS:

   Cada signo pelo qual a Lua passa favorece determinadas ações ritualísticas. Para escolher com acerto, veja a tabela num almanaque o escolha um dia adequado para o ritual.

LUA EM ÁRIES:

Para assuntos novos e começos. Novos relacionamentos, cirurgia, máquinas e construção, mais energia física.

LUA EM TOURO:

Para assuntos artísticos, beleza, conforto, estabilidade, persistência, favorece a moda, jardins e diversão.

LUA EM GÊMEOS:

Para comunicar planos, contar e divulgar, estudo, compra e venda, intermediação, cura, harmonia, viagens.

LUA EM CÂNCER:

Este é o signo da Lua. Magia para a casa, a fertilidade, gravidez, crianças e seu crescimento, intuição e oráculos, poupança e empréstimos, pescaria.

LUA EM LEÃO:

Para felicidade, sucesso, alegria, vida social, literatura, celebridade, liderança, riqueza.

LUA EM VIRGEM:

Para assuntos judiciais, documentos, ensino superior, viagens curtas, tecnologia, correios, internet, economia pessoal, saúde.

LUA EM LIBRA:

Para beleza, amor, equilíbrio, paz, justiça, consciência, casamento, artes.

LUA EM ESCORPIÃO:

Para achar objetos perdidos, descobrir segredos, fazer um corte simbólico, estimular a intuição, heranças.

LUA EM SAGITÁRIO:

Para independência, liberdade, viagem ao exterior, religião, filosofia, imaginação criadora, entusiasmo, finanças.

LUA EM CAPRICÓRNIO:

Para obter algo que é caro e especial, estabilidade, vida longa, segurança, imóveis, aposentadoria, política.

LUA EM AQUÁRIO:

Para paz na terra, confraternização, entendimento, eletricidade e eletrônica, cura, elevação da consciência.

LUA EM PEIXES:

Para os mistérios da natureza, caridade, pesca, estudos místicos, elevação espiritual, despertar a mente crítica.

 

FASES DA LUA

O MÊS LUNAR E AS FASES DA LUA

Dividimos o mês lunar em duas metades: a metade em que a Lua cresce e a metade em que ela diminui. É o que chamamos de quinzena expansiva e quinzena restritiva.

Tudo o que queremos iniciar ou fazer crescer é estimulado por um ritual realizado na quinzena expansiva. Isto é, do dia da Lua Nova até o dia da Lua Cheia.

Tudo o que queremos terminar ou fazer diminuir é estimulado por um ritual realizado na quinzena expansiva. Isto é, do dia da Lua Cheia até o dia da Lua Nova.

Sempre observe o horário em que a Lua entra nas fases para poder trabalhar corretamente seu ritual.

Mas quando observamos a fase da Lua é que temos mais condições de fazer um ritual com acerto. Vamos analisar as fases da Lua.

FASES DA LUA:

LUA CHEIA: um ritual da Lua Cheia é feito nos 7 dias depois da data da Lua Cheia no calendário. Serve para alcançar mais consciência, obter iluminação e entendimento, para mudar de casa ou endereço comercial, para trazer mais apoio, para ativar os relacionamentos sociais, para fazer comunicações e propaganda, para ter energia, para festas, para mudar hábitos negativos.

LUA MINGUANTE: um ritual para a Lua Minguante é feito nos 7 dias depois da data da Lua Minguante no calendário. É adequado para fazer a conclusão de tudo que já foi iniciado, fazer planos e encontrar soluções, para aliviar o peso das responsabilidades, para resolver assuntos do passado, para melhorar a saúde, para fazer cirurgia, para concluir obras ou outros trabalhos.

LUA NOVA: o ritual da Lua Nova é feito nos 7 dias depois da data da Lua Nova no calendário. Serve para tudo que queremos ativar e fazer crescer, como negócios, estudo e amor. Na Lua Nova há estímulo para organizar, decidir, cooperar, associar, aprender, pesquisar. É uma lunação importante, cuja influência é positiva e agrega energias de qualidade limpa.

LUA CRESCENTE: um ritual para a Lua Crescente é feito nos 7 dias depois da data da Lua Crescente no calendário. Ele é adequada para os inícios, tudo que se começa nesta fase é muito expandido, aumenta com facilidade. É uma Lua que estimula, esclarece, ajuda a libertar e aprimora, pois sua energia é de ampliação.

A LUA E OS SIGNOS:

   Cada signo pelo qual a Lua passa favorece determinadas ações ritualísticas. Para escolher com acerto, veja a tabela num almanaque o escolha um dia adequado para o ritual.

LUA EM ÁRIES:

Para assuntos novos e começos. Novos relacionamentos, cirurgia, máquinas e construção, mais energia física.

LUA EM TOURO:

Para assuntos artísticos, beleza, conforto, estabilidade, persistência, favorece a moda, jardins e diversão.

LUA EM GÊMEOS:

Para comunicar planos, contar e divulgar, estudo, compra e venda, intermediação, cura, harmonia, viagens.

LUA EM CÂNCER:

Este é o signo da Lua. Magia para a casa, a fertilidade, gravidez, crianças e seu crescimento, intuição e oráculos, poupança e empréstimos, pescaria.

LUA EM LEÃO:

Para felicidade, sucesso, alegria, vida social, literatura, celebridade, liderança, riqueza.

LUA EM VIRGEM:

Para assuntos judiciais, documentos, ensino superior, viagens curtas, tecnologia, correios, internet, economia pessoal, saúde.

LUA EM LIBRA:

Para beleza, amor, equilíbrio, paz, justiça, consciência, casamento, artes.

LUA EM ESCORPIÃO:

Para achar objetos perdidos, descobrir segredos, fazer um corte simbólico, estimular a intuição, heranças.

LUA EM SAGITÁRIO:

Para independência, liberdade, viagem ao exterior, religião, filosofia, imaginação criadora, entusiasmo, finanças.

LUA EM CAPRICÓRNIO:

Para obter algo que é caro e especial, estabilidade, vida longa, segurança, imóveis, aposentadoria, política.

LUA EM AQUÁRIO:

Para paz na terra, confraternização, entendimento, eletricidade e eletrônica, cura, elevação da consciência.

LUA EM PEIXES:

Para os mistérios da natureza, caridade, pesca, estudos místicos, elevação espiritual, despertar a mente crítica.

 

DEUSAS LUNARES

Vamos passar uma seleção de deusas que podem ser invocadas durante o ritual. Procuramos fazer uma listagem bem variada, que contém deusas de várias culturas. Escolha aquela que pode lhe ajudar ou com a qual sente uma sintonia especial.

Para continuar, pesquise mais deusas em livros de História e de Mitologia e aumente esta lista.

Na Mitologia Grega temos:

SELENE – uma bela virgem, favorece o amor entre irmãos.

ARTEMIS – uma guerreira, ajuda nas lutas da vida.

HÉCATE – uma maga, ajuda a vencer e a fazer magia.

DEMETER – deusa da colheita.

CIBELE – deusa da natureza.

AFRODITE – deusa do amor.

Na Mitologia Romana temos:

CERES – deusa da colheita e dos cereais.

DIANA – deusa da caça.

VÊNUS – deusa do amor.

JUNO – protetora dos partos e casamentos.

ATENAS – protetora das ciências.

MINERVA – deusa da liberdade e da proteção.

Outras mitologias:

HINDU – há duas entidades para a Lua, SHIVA e sua esposa SHAKTI; outra esposa, PARVATI, também é venerada. Há um panteão de deusas.

EGÍPCIA – o culto à deusa ÍSIS, que trazia a fertilidade do Nilo; BASTET, a deusa gata.

BRASILEIRA – a Lua é JACI, mãe dos frutos.

Outras deusas:

ASTARTE – da Babilônia, magia, sexo, vitória.

BRIGIT – da cultura Celta, renovação, cura, prosperidade.

CERRIDWEN – deusa Celta.

CIRCE – deusa grega da Lua Nova.

GAIA – deusa da Terra, da Grécia.

HATHOR – deusa egípcia, deusa maternal.

HERA – deusa grega da terra.

HUITACA – deusa sulamericana, dos sonhos.

IEMANJÁ – deusa do mar no candomblé africano.

ISHTAR – deusa da Mesopotâmia, guerreira, celebrada na Lua Cheia.

IXCHEL – deusa Maia do arco-íris, protege a gravidez.

KALI – deusa da vida, indiana.

KORE – deusa lunar tríplice.

LAKSHIMI – deusa hindu do amor e da beleza.

LILITH – deusa dos hebreus, demoníaca e maga.

LUNA – a deusa amante da Lua Cheia dos romanos.

MANAT – deusa lunar do karma para os árabes.

MARI – deusa síria, do mar e da Lua.

MORGANA – maga dos mitos arturianos.

NANA – deusa nórdica da terra e do amor.

NANÃ – deusa do barro, africana.

NEMESIS – Lua Nova para os gregos.

OXUM – deusa da água doce, africana.

OYA ou IANSÃ – deusa Yorubá, africana, deusa dos ventos.

PELE – deusa havaiana.

SHING-MOO – deusa lumar chinesa.

SIN – deus lunar da Mesopotâmia, pré-bíblico.

TANIT – deusa lunar dos fenícios.

URSALA – deusa lunar eslava e russa.

WAHINI-HAI – deusa lunar da Polinésia.

XOCHIQUETZAL – deusa lunar asteca.

DESCRIÇÃO DE UM RITUAL

Para facilitar seus primeiros rituais, siga o seguinte roteiro:

1. comece a preparação para seu ritual estabelecendo objetivos, selecionando uma deusa lunar para invocar, escolhendo o dia e hora certos.

2. uma hora antes do ritual, separe tudo que vai usar, tome um banho e arrume-se.

3. monte seu altar, colocando tudo bem arrumado.

4. acenda o incenso.

5. sente-se diante do altar e invoque a deusa.

6. acenda velas.

7. mentalize seus objetivos, medite sobre eles.

8. faça orações e ouça música, se quiser.

9. permaneça absorvendo energias, pode deitar-se.

10. se há Lua no céu, faça ela se refletir na água ou no espelho.

11. coma os alimentos e beba algo.

12. encerre quando desejar, agradeça à deusa que estava ali.

13. arrume tudo que está fora do lugar, desfaça o altar, nunca deixe para fazer isso no dia seguinte.

Quer saber mais?

Conheça o curso de Magia Celta. Clique aqui.